22 de jul de 2010

Palavras Alheias

Cá estou eu novamente. Mas hoje, o que me traz aqui não são minhas palavras, mas sim as de um amigo.

"Bom, poderia começar com um "era uma vez", mas como já estou farto de tantas repetições começarei de outra maneira.
Já fazia um tempo que eu estava numa rotina monótona. Mas aquele dia parecia diferente. O vento soprava mais forte, as montanhas pareciam brincar de esconde-esconde, umas atrás das outras. Aquele céu parecia que iria me beijar. Era um dia um tanto perfeito. Por que eu estaria assim ? Pois bem. Eu me apaixonara por alguém.
Ver o mundo daquele ângulo era um tanto prazeroso. Era um forma de dizer que estaria voando. Poderia até jurar. E ter aquela pessoa sendo meu ponto de apoio, o centro da (minha) circunferência. Isso tudo é inexplicável !
Eu poderia, até queria, conversar com ela, mas ao chegar ao seu lado só consigo, só quero, só tento ter(e ser) um ponto fixo do seu olhar."
Lucas F. Cabral Lima.

6 comentários

Beatriz Lopes disse...

O amor te leva ao céu e ao inferno ao mesmo tempo. Lembra do mal que a gente quer pra gente ? Então, o amor é o pior veneno, porque sem ele, a vida não tem graça. Lucas, se ler esse comentário também TU ESCREVE PRA CARAMBA NEGUINHO UAHAUAHAU *-* E cau, o mundo dá voltas, e o amor de uma forma ou de outra sempre volta para nossas vidas ;)

Gusp disse...

VOCÊ VOCÊ VOCÊ VOCÊ VOCÊ VOCÊ VOCÊ
aaaaiiin vocÊ *---*

Linto texto :3

Linto Blog !

Vitor disse...

own post lindo ... eu li esse texto "o original (h)"

cássia vicentin disse...

Vontade de sentir isso, de novo, por outra pessoa, ser correspondida!

Eveline Medeiros disse...

Nossa que lindo, ele já pensou em fazer um livro?
Praticamente inédito um menino demonstrar, e demonstrar tão bem. Parabéns :D

luanzisse disse...

se alguém me mandasse isso eu morria D: mil vezes. e depois gamava haha. linds