28 de ago de 2012

Passado não é passado.


Eu não sei, de forma alguma, lidar com o passado.
Vislumbro-o e já sinto meu peito se dilacerando
O motivo do nó na garganta, da pressão na testa.
Sempre me perdendo por lá
E fazendo de lá o meu eterno abrigo.

Nenhum comentário